domingo, 18 de outubro de 2009

Crítica - She Wolf, Shakira


She Wolf, Shakira

Eu juro que esperei como uma criança no Natal. Assim que vi a propaganda sobre o novo trabalho da Shakira tive aquela sensação de "tem música boa chegando aí", pois mesmo sendo bem pop, Shakira tem álbuns excelentes. Obviamente que de uns anos apra cá ela abandonou aquela Shakira-hippie do "Estoy Aquí". Não que eu seja saudoso, sei que ela precisa fazer umas mudanças apra dominar os mercados fonográficos. Entretanto, o novo trabalho é uma tentativa de se manter no TOP 40 mesmo.

O álbum começa com a fraca e nem-tão-empolgante-assim faixa-título "She Wolf". Já ouvi coisas melhores. O mais assustador é saber que essa é a melhor faixa do álbum. Depois temos "Did It Again" com uma batida enjoada e uma letra tão vaga (I did it again, I've got it all wrong, but it felt so right) que rezei para que acabasse logo. Pena que as faixas seguintes, "Long Time" e "Why Wait" não atenderam aos meus desejos de boa música. A primeira peca pelo excesso de produção e a segunda demonstra uma falta de inspiração. É como juntar uma batida para dizer que "yes! nós temos faixas dançantes, baby!". Não sei se consigo pensar na poesia em "Drowning in your sweat 'til I drench my clothes".

A gritaria de "Men In This Town" e os trechos gemidos poderiam estar no novo CD da Katy Perry que eu não notaria diferença alguma na voz e na produção. "Gypsy" e "Spy" poderiam estar fora do álbum que ainda assim não fariam falta. Também vale ressaltar a irritante mania de Shakira em criar versões em Espanhol para algumas canções. Isso funcionou com uma ou duas, mas as outras perdem o brilho e a identidade. Aqui "Años Luz" e "Lo Hecho Está Hecho" não contribuem para um álbum completo. É como se a própria Shakira pensasse "Ei, tenho espaço para mais canções! Vamos fazer versões!" Não, não dá certo.

"Good Stuff" é uma nova forma de mostrar quão bonita Shakira é. Ok, Shakira, percebemos que você é linda, talentosa e inteligente, só que na próxima vez é melhor você fazer outras canções. No final percebi que é um eco de "Men In This Town" com a mania de "Did they all run off when they knew that I was coming round, coming round?" soa idêntico ao tom de "I’m gonna make it up to us and you will see. Don’t have to prove it, it is written in your eyes. Tonight you’ll be the winner I will be the prize". Uma fórmula? Uma solução? Não, é só uma repetição.

Não me assustarei com a possibilidade de algumas canções se tornarem hits no TOP 40, mas no final do CD tive a impressão que nem de longe She Wolf assusta. Pequeno e inofensivo. Nem chama a atenção assim.

#matando a saudade
"Pies Descalzos, Sueños Blancos"

Um comentário:

Mariana disse...

Te achei de novo. Oh, espero que recorde de quem está escrevendo essas linhas (...)
então virou professor! é, esses anos passaram :O
muita boa sorte e paciência pra ti.
que consiga fazer com que muitos encontrem seus caminhos.

um beijo !