sexta-feira, 20 de novembro de 2009

E o mundo parece não saber

E o mundo que parece não saber a direção na qual está andando. Quando estou com as esperanças altas, ele está cabisbaixo e com sede de mais. O que mais me assusta é como ele se transforma: do sol que jamais raiou em outro jardim para a nuvem que entope o ar com suas indissociáveis dores, tremores, trovões.

Um comentário:

Mariana disse...

o que mais me surpreende são os outros que não conseguem perceber, ou os que fingem fazer isso.